This is an example of a HTML caption with a link.

Archive for Dezembro 2013

P.INK TATTOO - TATUAGEM E O CÂNCER DE MAMA

Em Outubro de 2013 acompanhamos o “Outubro Rosa“, uma mobilização mundial pelo combate ao câncer de mama. Juntamente com essa campanha, outras com propostas similares vieram à tona, uma delas foi o projeto P.Ink (ou Personal Ink), fundado no início de 2013 por Noel Franus, um homem sem tatuagens que, após acompanhar de perto sua cunhada lutando contra a doença, resolveu fazer algo para tentar ajudar as mulheres que passam pelo traumatizante processo da mastectomia, a extração cirúrgica da mama ou parte dela.
Quando falamos em mastectomia, devemos entender que 56% dos pacientes norte-americanos que se submetem ao tratamento ficam com cicatrizes e geralmente sem os mamilos, uma situação que parece ser comum não apenas nos Estados Unidos, mas em todo o mundo. Essa consequência da remoção dos tumores abala muito o emocional de uma paciente, tanto por relembrar o difícil processo da doença quanto pela aparência resultante do tratamento cirúrgico. Alguns planos de saúde oferecem a cirurgia de reconstrução da mama, porém, essa cirurgia não inclui a reconstrução do mamilo.
Além do mais, essa reconstrução do mamilo, considerada uma cirurgia estética, é cara e conta com poucos profissionais especializados, capazes de gerar um bom resultado e, por isso, muitas vezes as pacientes buscam tatuadores para simular os mamilos com desenhos realistas.
Voltando ao projeto P.Ink, Molly (cunhada de Noel), em vez de “redesenhar” seu mamilo, viu a nova mama como uma tela em branco, pronta pra algo mais original do que apenas uma tatuagem simulando o mamilo removido, e começou a buscar desenhos para ilustrar a área. Veja o vídeo  o vídeo traduzido abaixo:

O projeto começou como um simples painel de referências no Pinterest, com imagens de tatuagens no peito, nas mamas e mamilos. Em seguida, começaram a pedir para que as pessoas colaborassem com desenhos, experiências de superação da doença e para que tatuadores enviassem também seus trabalhos. Em pouco tempo, a agência de publicidade CP+B, do Colorado, se propôs a colaborar, o que ajudou a concretizar e ampliar o projeto.
Agora, ele consiste em uma página no próprio Pinterest, com os painéis de referências de tatuagens, contato de tatuadores especialistas na área, relatos de sobreviventes da doença, dúvidas frequentes sobre as tatuagens e os procedimentos, entre outras informações relacionadas à mastectomia e ao pós-cirurgia. O foco do projeto é ligar os pacientes aos tatuadores, oferecendo também referências de artes e tatuagens prontas, a fim de ajudar na superação, recuperação e vitória sobre a doença.
Com uma forte identidade gráfica e contando com a contribuição de diversas mídias mundiais na divulgação do projeto, através de uma campanha de crowd funding, foi possível realizar o primeiro “P.Ink Day”, um evento realizado em 21 de outubro de 2013 no estúdio Saved Tattoo, no Brooklyn, Nova Iorque, onde 10  grandes tatuadores fizeram tatuagens  em 10 pacientes de câncer de mama. O evento foi um sucesso e já planejam a edição do ano que vem, para tentar transformá-lo em um evento nacional.
Para ajudar o projeto, com alguma doação, contribua neste link. Ou compre uma camiseta do projeto, para reverter as vendas em ajuda financeira ao P.Ink. Você também pode ajudar enviando referências de desenhos, tatuagens ou tatuadores através do e-mail: help@p-ink

Veja abaixo algumas inspirações de tattoos nas mamas, uma verdadeira lição da importância das tatuagens na superação de obstáculos da vida:







VAI FAZER UMA TATUAGEM? LEIA MAIS SOBRE ESSA ARTE!

Confira os cuidados na hora de fazer sua tatuagem, origens, idade mínima, doenças e muito mais.



Onde dói mais? Em quanto tempo devo retocar? Qual a cor que desbota mais rápido? Se você já se tatuou, pretende se tatuar ou é do tipo que treme só em imaginar o barulhinho da máquina perfurando a sua pele, provavelmente já deparou com uma dessas questões. A seguir, você encontra um guia que responde as principais dúvidas e curiosidades sobre a arte de desenhar a pele.

ORIGENS
Há provas arqueológicas que relacionam a origem da tatuagem aos povos do Egito, entre 4000 e 2000 a.C., e também a nativos da Polinésia, Filipinas, Indonésia, Nova Zelândia, que se tatuavam em rituais ligados à religião. O significado varia de acordo com a cultura desses países.
PERFIL
Apesar dos estúdios serem mais frequentados por jovens entre 25 e 35 anos, de ambos os sexos, hoje não tem mais idade ideal ou perfil. A questão é a escolha da área do corpo. Pessoas cujas profissões restringem o uso da tatuagem preferem áreas mais protegidas, como nuca, costas e pé.
IDADE MÍNIMA
Para que diminua a chance de arrependimentos, há leis municipais em cidades como Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo que proíbem menores de 18 anos de fazer tatuagem, mesmo com autorização dos pais. Nas demais cidades, a idade mínima é 14 anos. Abaixo disso, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) considera lesão corporal. Em Porto Alegre, não é proibido, mas muitos tatuadores ficam receosos de fazer em menor de idade.
ALERGIA
Em alguns casos, quando o corpo rejeita o pigmento, pode haver reações sérias e até provocar inchaços. Além da alergia ou da infecção temporária, o resultado pode ser marcas e cicatrizes indesejadas. O pigmento que mais causa alergia é o vermelho.
ESCOLHA SEGURA
Ao buscar o local, é importante conhecer a higiene do estabelecimento. Fique de olho no uso de agulhas descartáveis, bicos da máquina esterilizados em autoclave e uso de luva e máscara cirúrgica. Também é importante saber se o local tem alvará da vigilância sanitária. Além disso, é bom conhecer o traço do tatuador, que costuma ser especializado em um estilo – os mais comuns são símbolos, desenhos orientais, realismo, tribais e Old School (caveiras e desenhos coloridos feitos pelos piratas antigamente).
COVER-UP
Para arrependimentos, uma alternativa é cobrir com outra tatuagem. É preciso estar ciente que ela sempre ficará maior do que a anterior. Em alguns casos, é recomendado fazer sessões de laser para enfraquecer a pigmentação antes de realizar um novo desenho.
SCARE COVER
Após algumas cirurgias, principalmente de redução de estômago, retirada de tumores cancerígenos e plástica na barriga, os médicos costumam indicar para seus pacientes a realização de tatuagens que disfarcem as cicatrizes (scare cover, em inglês, quer dizer cicatriz coberta). Em casos de mastectomia, por exemplo, quando a retirada de um tumor na mama afeta o mamilo, há tatuadores que reconstituem o desenho do bico do seio. Fique atento: os tatuadores cautelosos pedem indicação médica antes.
TPM
Fazer tatuagem no período pré-menstrual ou “naqueles dias” é totalmente desaconselhável para as mulheres (e para os tatuadores, maridos e namorados). Isso porque o corpo fica mais sensível, inchado e dolorido.
DOENÇAS
Com o uso de material descartável e esterilizado, tornou-se menos comum a transmissão de doenças pela tatuagem (a principal é a hepatite B). Contudo, é importante levar em conta que os vírus podem ficar alojados também na tinta. Atente, portanto, para o condicionamento do pigmento, que deve ser retirado dos recipientes originais e preparado em potinhos.
CICATRIZAÇÃO
É importante se planejar para a cicatrização, que leva de 20 dias a um mês, e varia de acordo com o tamanho do desenho. Algumas regiões, como o punho e o tornozelo, demoram mais. Em casos como queda da “casquinha”, vão-se também partes do pigmento, e pode ser necessário um retoque imediato. Por isso, nada de sol, água quente ou imersão neste período. O importante é manter o local limpo com água e sabão neutro, usar papel-filme (plástico) para evitar contato na região tatuada. O uso de pomadas cicatrizantes também é indicado.
RETOQUE
As tatuagens que mais sofrem com o tempo são as coloridas, pois desbotam com mais facilidade. Traços feitos com pigmento preto e cinza tendem a ser mais resistentes ao sol. Não existe uma recomendação específica de retoque em tempo determinado, pois o desgaste varia de acordo com o cuidado de cada pessoa. Uma tatuagem bem cuidada pode durar 25 anos, por exemplo, enquanto uma que teve exposição excessiva ao sol pode demandar retoques em menos de um ano.
DOAÇÃO DE SANGUE
Após um ano, você pode voltar a ser um doador. Isso porque, se contrair uma doença a partir de uma tatuagem, você só terá confirmação a partir de exames realizados após 12 meses.
PODER, PODE….
Áreas mais delicadas do corpo como mucosas, boca, genitais e olhos, geralmente, são lugares que os tatuadores não gostam de desenhar, porque consideram ruim de trabalhar. Palma da mão e a sola do pé também são desaconselhados, onde a espessura da pele é mais grossa e a tinta não pega com muita facilidade.
PARA REMOVER
A tecnologia mais utilizada é o laser. Quanto mais escura a tatuagem, maiores as chances de remoção. Não é 100% eficaz, e o custo e a dor costumam ser maiores do que os da aplicação. São necessárias várias sessões. Outro recurso utilizado é a dermobrasão, com lixamento da pele até chegar à derme. Deixa cicatriz e manchas.

- Copyright © MEDÁ CAFÉ - Hatsune Miku - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -