This is an example of a HTML caption with a link.

Archive for Junho 2013

TATUAGEM

REJEITADO PROJETO QUE PROIBIRIA 
TATUAGEM EM MENORES NO PR

O projeto de lei nº 367/12, do deputado Gilson de Souza (PSC), que proíbe tatuagens definitivas no Paraná em menores de 18 anos de idade, mesmo que apresentem autorização dos pais ou responsáveis, foi rejeitado pelo Plenário da Assembleia Legislativa, na sessão desta segunda-feira (17). A matéria, que já estava em terceira discussão, recebeu 23 votos contrários, 21 favoráveis e houve o registro de uma abstenção. Prevaleceu assim, para a maioria dos deputados, o entendimento segundo o qual a autorização dos pais ou responsáveis seria condição suficiente para autorizar a aplicação da tatuagem. 

O deputado Gilson de Souza disse que vai analisar a rejeição da proposta com sua assessoria e a viabilidade de colocar o tema, novamente, em pauta. De acordo com o Regimento Interno (art. 126), o projeto pode ser reapresentado neste ano se receber apoiamento de pelo menos 28 parlamentares. Ou poderá voltar ao debate na próxima sessão legislativa, que inicia em 2014. A proposta que não obteve êxito pretendia alterar a Lei estadual nº 12.242, de 31 de julho de 1998 (com nova redação dada também pela Lei nº 13.129/2001), que atualmente permite a aplicação de tatuagens em menores de idade desde que os pais ou responsáveis o autorizem por escrito. 

O deputado Gilson de Souza defende que é preciso acabar com esta brecha, com as tatuagens em menores de 18 anos de idade ficando proibidas no estado independentemente do aval dos familiares. Ele entende que os jovens realizam tatuagens numa fase da vida em que ainda não têm condições de fazer escolhas definitivas, com responsabilidade. A esse projeto havia sido anexado o projeto de lei nº 379/12, do deputado Dr. Batista (MD), que visa proibir, além da tatuagem, os piercings e outros adornos perfurantes (com exceção de brincos), em menores de 18 anos de idade. 


Tatuagem em menor de 14 anos pode dar prisão de 2 a 8 anos para o tatuador.


Em agosto de 2012, um tatuador de Ribeirão Preto foi condenado por fazer tatuagem em um menor de idade.
Foi aberta ação criminal contra um tatuador que marcou o braço de um jovem de 14 anos, com o nome da mãe dele. Em SP, o Estado que proíbe a tatuagem em menores de idade, mesmo com autorização dos pais.
No laudo feito pela Polícia Civil, o médico anotou que a pintura na pele do adolescente foi uma lesão gravíssima.
Se o juiz viesse a condenar o tatuador com base nesse laudo, ele poderia pegar prisão que varia de dois a oito anos.
Em geral, a pena para esse tipo de crime é mais branda, com o fechamento da loja e pagamento de cestas básicas para instituições de caridade, que foi o que aconteceu.
O tatuador disse que faz esse tipo de serviço só nos fins de semana e que cobrou 30 reais do menor.

MONSTERS OF ROCK 2013

EVENTO EM SP ANUNCIOU KORN, SLIPKNOT, AEROSMITH E WHITESNAKE, ALÉM DE LIMP BIZKIT E QUEENSRYCHE NO ANHEMBI.
FESTIVAL ACONTECE EM 19 E 20 DE OUTUBRO; VENDAS COMEÇAM EM 25 DE JUNHO.

Cartaz do evento que rola em São Paulo

O festival Monsters of Rock terá Aerosmith,Slipknot, Korn, Whitesnake/David Coverdale, Limp Bizkit, RATT, Hatebreed, Queensryche, Killswitch Engage, Gojira e Buckcherry. A informação foi confirmada pela produtora XYZ Live em suas redes sociais.
O evento acontece nos dias 19 e 20 de outubro na Arena Anhembi em São Paulo. As vendas de ingressos começam em 25 de junho. As entradas custam R$ 300,00 (uma noite) e R$ 560,00 (duas noites).
No dia 19, as atrações são Slipknot, Korn, Limp Bizkit, Killswitch Engage, Hatebreed e Gojira. No dia 20, é a vez de Aerosmith, Whitesnake, Ratt, Buckcherry e Queensrÿche (featuring Geoff Tate plus guests). O evento conta com dois palcos.
Aerosmith e Steven Tyler fecham a segunda noite do festival

O festival, entre os preferidos dos fãs de rock pesado, já teve quatro edições no Brasil entre 1994 e 1998, com atrações como Black Sabbath, Slayer, Kiss e Ozzy Osbourne. O Monsters of Rock foi criado na Inglaterra, em 1980, e teve edições inglesas até 1996, com um retorno único em 2006.

Slipknot - banda americana volta ao Brasil após o Rock In Rio

O evento também foi realizado em diversos outros países além de Inglaterra e Brasil. Em 2008, houve uma edição no Chile, com Ozzy Osbourne, Korn e outros. Além dos artistas citados, as edições nacionais do Monsters of Rock também trouxeram ao país artistas como Faith No More, Alice Cooper, Skid Row, Iron Maiden, Megadeth e Motörhead, entre outros.


Korn - banda prepara novo álbum depois da volta de Brian "Head" Welch


Fonte: G1

TATUAGEM

TATUAGEM DA MOTOROLA FUNCIONA COMO SENHA

Esqueceu a senha do smartphone? Em breve, isso poderá deixar de ser um problema. Comprada pelo Google no ano passado, a Motorola está desenvolvendo pílulas e tatuagens que funcionarão como senhas para celulares inteligentes.




A revelação foi feita por Regina Dugan, executiva da Motorola Mobility, durante palestra na D11 (conferência de tecnologia realizada na Califórnia). No vídeo do evento disponibilizado pelo site All Things D, ela explica as inovações.

Dugan apresentou em um de seus braços uma tatuagem composta por uma antena e alguns circuitos impressos em silicone. Colada a pele por meio de um adesivo de borracha, a tatuagem seria capaz de funcionar como substituta dos modelos de senha usados por smartphones atualmente. A ideia está sendo desenvolvida pela Motorola em parceria com a MC10, uma empresa americana de tecnologia.

Já as pílulas seriam ingeridas e acionadas quando entrassem em contato com o ácido estomacal. Elas contêm uma bateria que opera a partir de reações químicas com o meio e fornece energia para um chip. O chip envia sinais que funcionam como senha para o smartphone.

"Essas coisas não devem chegar ao mercado tão cedo", assegurou Dennis Woodside, chefe executivo da Motorola, que também participou do evento. Na mesma ocasião, ele anunciou o Moto X, smartphone preparado pela empresa para competir com o iPhone e outros celulares top de linha.

Fonte: Exame Info

EYEBALL TATTOO

JOVEM TATUA O PRÓPRIO OLHO NO ACRE

Fascinado por modificação corporal, jovem tatua os próprios olhos no Acre

Urea levou dois dias para tatuar os próprios olhosO fascínio pela prática da modificação corporal fez o jovem paraibano Gerson de Araújo, o popular Urea, natural da cidade de Patos, a cerca de 480 km da capital João Pessoa, tatuar seus próprios olhos.  Urea mora em Rio Branco, capital do Acre, desde 2009 e realizou o procedimento, conhecido como 'eyeball tatoo', sozinho nos dias 6 e 7 deste mês.
A técnica, de acordo com ele, já existe no mundo há quase oito anos e desde então a estudava para conseguir fazer em si próprio. Urea trabalha como tatuador e tem quase 80% do corpo marcado com desenhos e escritas, além de implantes no braço esquerdo, também colocados por ele mesmo. Ele acredita ser o primeiro da América Latina a pintar os próprios olhos sozinho.
"Tem uma pessoa em Londres que conseguiu pintar sozinho seus olhos há seis anos, existem relatos disso. Fora isso, desconheço alguém que fez o procedimento só. Minha meta, de todos os meus trabalhos, é fazer em mim mesmo. Depois de sete anos consegui", comenta.
Segundo Urea, a realização do procedimento, se feito normalmente por um profissional em outra pessoa, dura cerca de 15 minutos. Os efeitos sentidos, ele garante, não são nada de outro mundo.

Tatuador chama a atenção por onde passa  
"Quinze minutos é o tempo médio. Mas como fiz só, passei dois dias para poder pintar os dois olhos. Uma madrugada inteira para pintar a metade de um e no outro dia foi que consegui pintar a outra metade e o outro olho. Fiz sem anestesia, com técnica própria. A sensação é meio tensa por fazer em você mesmo. Os olhos ficam sensíveis à luz por uns três, quatro dias. Dá um pouco de dor de cabeça, como enxaqueca, e uma pressão ocular normal. Mas, nada de outro mundo", relata.
Para concretizar sua vontade, Urea utilizou uma tinta especial, trazida de Nova Iorque por um amigo. Destacando se tratar de um processo irreversível, ele diz que contou com a colaboração de amigos médicos que analisaram os riscos e somente depois disso liberaram para prosseguir com sua intenção.
"É uma tinta que foi mandada manipular, sem chumbo, sem metal, especial para esse tipo de atividade. Não há reversão do processo. Tem risco, mas é algo que daqui 30, 40, 50 anos, vamos saber. Se tiver de acontecer alguma coisa vai ser na hora de furar.  A tinta é injetada em três, quatro pontos do olho. Como é colocada abaixo do vaso, é ele quem vai fazer ela correr pelo olho, então geralmente são de oito a dez dias para fechar totalmente. Tenho uma equipe de médicos que trabalha comigo, vários médicos amigos, então debatemos muito até chegar em um consenso, até que eu fizesse o procedimento", ressalta.
Segundo maior êxtase da vida
Urea não pensa em arrependimento. Para ele, alcançar seu objetivo foi o segundo maior êxtase da vida, superado somente pelo momento em que fez os seus implantes no braço.
"Nunca me arrependi de nada. Quando o olho fechou foi uma das minhas maiores felicidades. Chega me arrepio de falar", diz apontando para o braço direito. "Era um sonho que sempre tive. São sete anos estudando e quando consegui foi o segundo maior êxtase na minha vida. O primeiro foi quando coloquei os implantes no meu braço", complementa.
Questionado sobre o risco de sofrer preconceito por conta da imagem que para muitos pode ser considerada assustadora, Urea garante não se importar com o que os outros vão pensar.
"Fiz uma coisa para que eu me sentisse bem, não para os outros. É a realização pessoal de cada um. Tem gente que sonha em passar no vestibular, meu sonho é me modificar, é conseguir fazer os procedimentos em mim mesmo. Isso é minha meta de vida", destaca, ressaltando existir outros procedimentos que pretende fazer, mas não agora, por enquanto.
"Existem outros implantes que quero fazer, mas no momento vou dar um tempo, estudar mais, desenvolver mais a técnica", afirma.
Como mora distante de seus familiares, Urea diz que a relação com seus pais hoje é tranquila quando se trata de suas decisões em modificar seu corpo. "O pessoal em casa não critica, respeita. Hoje em dia já existe o respeito. Antigamente não, era o preconceito. Por eu ser do interior do Paraíba, você já tira o preconceito que já existe em cada um. Meu pai me botou para fora de casa com 14 anos porque eu falei que queria trabalhar com tatuagens e piercings. Desde criança eu já sabia o que queria. É como você nascer para aquilo. Me sinto assim, que nasci para isso. Eu sou a modificação, vivo isso", enfatiza.
Ele orienta quem tiver interesse em fazer o procedimento a ter certeza do que deseja, conhecer o material que será utilizado e a técnica em si. "Saiba que é uma coisa irreversível, que vai fazer e terá que arcar com as consequências para o resto da vida, sejam elas quais forem", declara.
Interessados já procuram
Urea diz que o procedimento ainda não é realizado em qualquer pessoa, como uma tatuagem comum que se chega, paga e é feita em um estúdio.
"Não é um procedimento feito em clientes, em qualquer um. Não é algo que vão chegar na minha porta e dizer que querem fazer e eu vou pintar. É algo restrito para pessoas que trabalham com modificação corporal. Não é bem chegar, pagar e fazer", declara.
No entanto, ele ressalta que já recebeu propostas para realizar a 'eyeball tattoo' em outras pessoas. "Se fosse para pintar em alguém, cobraria entre R$ 1,5 mil e R$ 2 mil, dependendo da pessoa. É uma realização pessoal de cada um. Se eu ver que a pessoa tem realmente uma necessidade de fazer, as vezes nem cobro. Aqui em Rio Branco uma mulher me procurou para querer pintar o olho de azul, só que como falei, não é um procedimento feito em qualquer pessoa. Várias pessoas há anos vêm me procurando, mas não tinha o material adequado e não estava apto a fazer", afirma.
Rondoniense vem a Rio Branco para ter olho tatuado
O rondoniense de Porto Velho Victor Vieira, de 23 anos, que também é tatuador naquela cidade, é um dos que procurou Urea com a intenção de pintar seus olhos.  Ele já havia entrado em contato com o tatuador paraibano há cerca de um ano, interessado na 'eyeball tatoo', mas Urea o avisou que não possuía o material adequado e não estava apto a realizar o procedimento.


Victor Vieira veio de Porto Velho para fazer o procedimento

No entanto, desta vez foi diferente. Ao ver a foto de Urea com os olhos pintados postada em uma rede social, Victor não pensou duas vezes e veio para Rio Branco no dia seguinte.
"É aquela coisa, choca. Quando vi a foto dele (referindo-se a Urea) na internet já cai para cá. Fiz por curtir o estilo do visual, que  é tenebroso. Também sem anestesia, só com um colírio. Foram 15 minutos e já era. A gente é tatuador, vivemos disso. É algo muito pessoal. Eu gostei desde quando vi a primeira vez e decidi que faria assim que tivesse a oportunidade. A pessoa pensa que não vai acontecer, mas quando acontece é demais", declara.
"Quando ele (amigo) viu a foto e o olho fechado com a cor preta ficou interessado em pintar também. A minha mãe, acredito que vá se espantar. Ela já se acostumou com as tatuagens, fica mais bolada por causa dos alargadores (ele tem um em cada orelha). Agora, com o olho assim, acho que ela vai esperar tudo. Quando chegar lá não tenho nem ideia do que ela vai falar. Não ligo para o preconceito de ninguém. Olham, fazem cara feia, fazem o sinal da cruz, xingam, mas não ligo não", comenta.
Oftamologista alerta para riscos
Para o oftamologista Amsterdan Sandres, o procedimento é novidade e ele alerta para o risco de desenvolvimento de uma reação inflamatória crônica.
"É preciso ver se é uma substância que o organismo pode receber sem reagir contra ela. Está muito cedo para dizer que o organismo não vá reagir. Normalmente se recomenda muito cuidado com os tecidos oculares, porque são tecidos que têm uma forma de defesa que é muito própria e muito tênue. A vascularização é muito pobre e qualquer insulto provoca reações inflamatórias. Não tenho a menor ideia de quem bolou esse negócio de fazer isso no olho. É meio estranho, mas estamos vivos para ver coisas estranhas", diz.
Fonte: G1

METALLICA

METALLICA SURPREENDE FÃS EM FESTIVAL ORGANIZADO PELA PRÓPRIA BANDA

Banda norte-americana de metal tocou a íntegra do seu primeiro disco, Kill´Em All


Banda norte-americana surpreende fãs em show surpresa
A banda norte-americana Metallica surpreendeu seus fãs ao tocar na tarde do sábado, em Detroit, a íntegra do repertório do seu primeiro álbum Kill 'em all. A apresentação aconteceu no palco secundário do festivial organizado pelo próprio grupo, o Orion music and more.
Inicialmente, a programação do festival indicava que um suposto novo grupo chamado Dehaan subiria ao palco às 16h30. No entanto, Lars Ulrich (bateria), James Hetfield (guitarra e vocal), Kirk Hammett (guitarra) e Robert Trujillo (baixo) subiram ao palco e deixaram o público em êxtase com clássicos comoHit the lights, Seek and destroy, No remorse, Whiplash, entre outras canções que integram um de seus melhores discos já lançados.
Abaixo, vídeos com trechos do show.




Fonte: diariodepernambuco.com.br


FICÇÃO REAL!

VIVEMOS EM UMA SIMULAÇÃO VIRTUAL?

Físicos encontram evidências de que realidade pode ser uma mera simulação virtual



Quem diabos está jogando “The Sims” com a gente?
Acredite se quiser: Físicos encontram evidências de que a nossa realidade pode ser uma mera simulação virtual. Fazemos nós parte do melhor videogame já criado?
Não, você não leu errado. De acordo com estudiosos cientistas da Universidade de Bonn, certos aspectos do nosso mundo físico são sustentados por elementos que indicam que a nossa realidade pode não ser nada mais do que uma simulação computadorizada.
A ideia de que somos apenas figuras sustentadas por tecnologias e intelectos superiores parece meio absurda, não é mesmo? O fato é que o cientista planetário Rich Terrile (NASA) acredita veementemente na teoria de que nossa vida não é nada mais do que um videogame.
Silas Beane foi o pesquisador que liderou um grupo de físicos que levantou uma hipótese muito interessante. Segundo as pesquisas, a teoria que mais ganha força é a de que somos uma simulação dentro de outra simulação dentro de outra e assim sucessivamente, com um cenário enriquecido em detalhes, que provavelmente se parece muito com a vida dos nossos “criadores”, para dar a impressão de realidade absoluta. Aparentemente, vivemos em um universo artificial e somos incapazes de nos darmos conta desse fato.
Existe uma teoria chamada “Teoria de campo reticulado” (teoria de física contrária à noção de tempo e espaço continuum da qual temos conhecimentos). Os pesquisadores se basearam nessa teoria para lançar a ideia de que uma simulação de computador (ou um videogame, se preferirem) das próprias leis físicas, que em determinado momento parecem contínuas e que seriam obrigatoriamente inseridas em um retículo espacial, uma adição para a simulação na qual podemos estar vivendo neste momento. Esse retículo tridimensional avança em pequenos passos temporais que limitam a quantidade energética que as partículas virtuais possuem dentro do sistema. Em outras palavras, um recurso virtual que impões “limites”, que poderiam ou não existir para os nossos amados e anônimos criadores.
Isso realmente acontece em certos processos de física quântica que envolvem uma grande quantia de energia (nos raios laser, por exemplo, ou em um feixe de elétrons). Esse retículo limita a energia para que as partículas ocupem seu próprio espaço, com um máximo de energia para que nada nesse “sistema” seja menor do que este permite.
“Se o cosmos é uma simulação numérica, deve haver pistas no espectro de raios cósmicos de alta energia” – dizem os teóricos – ou seja, os raios cósmicos viajariam ao longo dos eixos de uma estrutura, de modo que não conseguiríamos vê-los equalizados em todas as direções.
Com a tecnologia atual e os recursos dos quais a humanidade dispõe, não podemos assegurar definitivamente que estes pesquisadores estão certos ou errados, porém somos plenamente capazes de verificar dentro de algum tempo de estudo, como se orienta a estrutura em que o nosso universo foi criado (ou é simulado, se preferirem).
É uma ideia alucinante e um bocado assustadora, porém, os cálculos de Silas Beane e dos outros pesquisadores deixaram lacunas que não podem ser ignoradas. O principal contra-argumento á teoria dos físicos é que o suposto computador que criou todo nosso universo poderia ter sido criado de qualquer maneira, visto que foi desenvolvido por inteligências e tecnologias muito superiores à nossa, de modo que as técnicas se demonstrariam imperceptíveis a nossos nanicos cérebros humanos.
É claro, acreditar ou não nessa teoria vai de cada um. Mas, se os cientistas estiverem mesmo certos e somos produtos de uma simulação que funciona como uma espécie de videogame, devemos perguntar-nos: Quem diabos está jogando “The Sims” com a gente, porque, que fiquem avisados: o jogo possui alguns bugs como Justin Bieber e Neymar.
O que você acha? Esquisito? Ficção Científica demais? Deixe seu comentário, participe da discussão! 


SORTEIO

QUER FAZER UMA TATTOO NA FAIXA NO VIKING TATTOO?


Começa mais uma promoção da MEDACAFÉ BODYART!
Em parceria com o Viking Tattoo, sortearemos uma tatuagem 
no valor de R$ 150, no dia 22 de junho!!

Para participar é bem simples! Basta curtir a nossa página no Facebook, adicionar o Viking Tattoo e compartilhar a imagem da promoção! Ah, e tem que ser maior de 18 anos, porque tatuar menor de idade é crime!
Participe e ganhe uma incrível tatuagem!
Compartilhe para que os amigos participem também desse super sorteio!


Confira abaixo o regulamento!
E boa sorte!



MISTÉRIO!

URSINHO DE PELÚCIA MISTERIOSO É ESQUECIDO EM AEROPORTO BRITÂNICO

O ursinho misterioso ao lado da foto em que ele próprio aparece, em 1918

Autoridades do aeroporto britânico de Bristol estão tentando decifrar um mistério: um antigo ursinho de pelúcia foi esquecido na sala de embarque, ao lado de uma fotografia datada de 1918 em que, aparentemente, o mesmo urso aparece.
Na foto, em branco e preto, aparecem duas crianças. No verso, está escrito: "para nosso querido Papai" e "com amor, de sua amada filha e Sonia".
A anotação está assinada por Dora, que seria uma das crianças, e Glyn, que, segundo o pessoal do aeroporto, seria o nome do urso.
O urso, que foi apelidado de "Urso de Bristol", está um pouco danificado.
O pessoal do aeroporto divulgou fotos do urso e da antiga fotografia para tentar descobrir quem é o seu dono.
Fonte: Globo.com

- Copyright © MEDÁ CAFÉ - Hatsune Miku - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -